quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Destralhar (quando não se consegue destralhar), pela Rita

Imagem Koisas e Koisinhas


Conheci a Rita, do projeto Koisas e Koisinhas através do facebook. Ela tem o dom de fazer o que eu não sou capaz: dar vida nova aos objetos usados. Eu faço o que ela tem dificuldade: destralhar!

Recebi este texto da Rita, senti-me tão feliz porque ela finalmente conseguiu começar a livrar-se das tralhas, e lembrou-se de mim. Com a sua autorização, decidi partilhar para que possa inspirar mais alguém. O que achei mais interessante é a forma como ela justifica a si própria cada objeto que se vai embora. Os móveis? Talvez nunca sejam destralhados... porque o trabalho da Rita (para além de ser professora) é dar "nova cara" aos objetos usados! 

"Olá Ligia!
Nos últimos dias tenho me lembrado muito de si! ;) 
Comecei finalmente a destralhar! E foram dezenas de quilos de sacos com roupa que guardava porque: ainda poderia vir a servir (passados alguns anos perdi a esperança), aquelas que o tecido até era giro e poderia dar para fazer alguma coisa (...e eu que até nem sei costurar...) aquelas que me traziam boas recordações (tenho de guardar as recordações no sitio onde não ocupam espaço: na memória!) , etc, etc... Destralhei também alguns objetos (mas poucos... esses ainda tenho dificuldade em me desapegar deles); só os moveis, mesmo os arrecadados há anoooooos é que tenho dificuldade em destralhar (estou sempre a pensar dar-lhes uma "nova cara".... o problema é o tempo, ou a falta dele!). Mas, ainda não perdi a esperança de conseguir destralhar mais! Até lá, vou continuar a ler os seus post's e a imaginar-me com menos "tralha" e mais Vida! ;) 
Boas Férias para si!"

2 comentários:

  1. Preciso fazer destralhe no guarda roupa, mas estou adiando porque acho que vai sair um caminhão de lá.
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://nanaeosamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada melhor do que simplesmente começar :)
      Boa Sorte!!

      Eliminar